Conselheiros municipais de saúde de Alagoinhas participam da 1ª Conferência de Saúde das Mulheres 

Desde a noite de segunda feira (31), um grupo de conselheiros municipais de saúde de Alagoinhas estão na capital  Salvador com objetivo de participar da 1ª Conferência de Saúde das Mulheres do Estado da Bahia

A imagem pode conter: 1 pessoa, multidão e área interna

A 1ª Conferência de Saúde das Mulheres do Estado da Bahia foi aberta nesta segunda-feira (31), no hotel Fiesta, em Salvador. Na oportunidade, foram discutidos temas como a violência de gênero e os desafios para implementar uma atenção integral à saúde da mulher.
De acordo com o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, que também coordena a conferência, este é um momento de fortalecimento do controle social, análise do Sistema de Único de Saúde (SUS) e definição de diretrizes para políticas públicas. “Este é um evento que aborda a saúde da mulher sob um aspecto mais amplo, não apenas vinculado a maternidade”, afirma o secretário. “Aqui debateremos a necessidade da equidade e proteção contra a violência de gênero.”
Vilas-Boas pontua ainda que, historicamente, muitas mulheres foram responsáveis pela construção e fortalecimento da saúde pública no País. “Na Bahia, figuram mulheres importantes como Ana Nery, primeira enfermeira do Brasil, Irmã Dulce, fundadora do maior hospital filantrópico da Bahia, e, mais recentemente, a nossa primeira dama, Aline Peixoto, enfermeira, presidente das Voluntárias Sociais e primeira mulher a receber a medalha Rainha Leonor, pelos serviços prestados na área da filantropia”, destaca o titular da pasta da Saúde.
O presidente do Conselho Estadual de Saúde, Ricardo Mendonça, ressalta a importância da integração de todas as esferas sociais nas discussões. “Estamos garantindo o direito de debate à população historicamente excluída e fazendo valer o princípio da equidade no SUS, com mais mulheres, idosas, jovens, negras, lésbicas, trans, indígenas, mulheres das comunidades tradicionais, mulheres com deficiências e necessidades especiais”, afirma.
Até 2 de agosto, quando serão eleitas as delegadas para a 2ª Conferência Nacional, as discussões serão centradas em quatro eixos temáticos: O papel do Estado no desenvolvimento socioeconômico e ambiental e seus reflexos na vida e na saúde das mulheres; O mundo do trabalho e suas consequências na vida e na saúde das mulheres; Vulnerabilidade na Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Mulheres, e Políticas Públicas para Mulheres e Participação Social.
O conjunto das propostas em todos os eixos temáticos demonstra alguns aspectos que precisam ser colocados na pauta do controle social do SUS, como as questões do acesso, segurança, gênero, raça, etnia, humanização do parto, práticas complementares e integrativas ao SUS e, principalmente, as relações de trabalho.
PUBLICIDADE
Por Val Andrade/ SECOM-BA
http://www.xba.com.br/wp-content/uploads/2017/08/001-2-800x480.jpghttp://www.xba.com.br/wp-content/uploads/2017/08/001-2-200x150.jpgRenato FerreiraBahiaConselheiros municipais de saúde de Alagoinhas participam da 1ª Conferência de Saúde das Mulheres  Desde a noite de segunda feira (31), um grupo de conselheiros municipais de saúde de Alagoinhas estão na capital  Salvador com objetivo de participar da 1ª Conferência de Saúde das Mulheres do Estado da Bahia A 1ª...Notícias de todo estado da Bahia, Salvador, Camaçari, Entre Rios, Alagoinhas entre Outras cidade do Estado