Apesar de pelo menos quatro partidos reivindicarem a vice na chapa de ACM Neto (DEM) para as eleições de outubro, a briga deve mesmo ficar entre Fábio Mota e Bruno Reis, ambos do PMDB. O primeiro é o preferido de Geddel e Lúcio Vieira Lima, fortalecidos desde a chegada de Michel Temer ao Palácio do Planalto. O segundo, no entanto, goza de total confiança de Neto e é o preferido do carlista.

De acordo com o jornal Tribuna da Bahia, Mota tem a seu favor o fato de ter estado à frente da reconstrução da Estação da Lapa e é um dos secretários de Neto que mais aparecem. Além disso, ele está convencido de que será mesmo o escolhido por Geddel Vieira Lima. Secretário de Governo de Temer, Geddel deve adiantar projetos da Prefeitura que estavam parados em Brasília.

Como já informado pelo VN, no entanto, Neto fará todos os esforços para que Bruno Reis seja o escolhido na sua chapa. Além da pouca idade de ambos, pesou a favor de Reis para ser o escolhido de Neto o fato de ter sido assessor parlamentar do democrata por dez anos quando o mesmo era deputado federal. Se eleito, é praticamente certo que, em 2018, ACM Neto deixará a Prefeitura para disputar o posto de governador do Estado.

Nesse cenário, seu vice assumiria Salvador por dois anos com possibilidade de reeleição. Nada mais seguro, portanto, que deixar um homem de sua confiança para ocupar sua cadeira.

Fonte:Valera  Noticias