Chopp de cacau, barrinhas de cereais com sabores exóticos, chocolates especiais, massas prontas para bolos, néctar de frutas, queijos, doces, carne de cordeiro, defumados, mel, cachaça artesanal, mariscos, artesanato, moda e uma infinidade de iguarias, poderão ser conferidos durante a primeira edição do Bahia Rural Contemporânea, que irá abrigar a VII Feira Baiana da Agricultura Familiar, Economia Solidária e Reforma Agrária (VII Febafes).

O Bahia Rural Contemporânea, promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), será realizado simultaneamente com a 29ª Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro), no Parque de Exposições Agropecuárias de Salvador, no período de 27 de novembro a 4 de dezembro. A expectativa da SDR é movimentar mais de R$ 3 milhões em negócios.

O evento, que tem o objetivo de destacar a diversidade e riqueza produtiva e cultural, promover a divulgação e comercialização dos produtos da agricultura familiar, economia solidária, reforma agrária e povos e comunidades tradicionais, foi apresentado nesta quinta-feira (17) pelo secretário Jerônimo Rodrigues, durante almoço de lançamento da Fenagro, em Salvador.

Rodrigues observou que a Fenagro é um momento oportuno para revelar a força que tem a agricultura baiana e de mostrar a produção da agricultura familiar, reforma agrária, economia solidária e povos e comunidades tradicionais. “Serão apresentados um conjunto de produtos das principais cadeias produtivas do estado (cacau, mel, mandioca, leite, umbu, entre outras), com grande potencial de mercado, e essa é mais uma oportunidade de negócios e expansão”.

O secretário destacou que na feira também estarão disponíveis produtos já conhecidos como a cerveja de umbu, a linguiça de tilápia e o licuri caramelizado, salientando que, nesta edição, os visitantes terão a possibilidade de conhecer o processo de produção da cerveja de umbu. A SDR vai instalar um protótipo de agroindústria, onde o público poderá degustar e interagir com inovações para o setor de empreendimentos agroindustriais da agricultura familiar. O Bahia Rural Contemporânea, organizado em uma área de cinco mil metros quadrados, vai abrigar ainda a Feira Tecnológica da Agroindústria Familiar e o 1º Salão dos Territórios de Identidade da Bahia.

Força da Agricultura Familiar

A Bahia tem o maior número de famílias que vivem da agricultura, responsável por 77% dos alimentos saudáveis que chegam à mesa dos baianos. De acordo com o Censo Agropecuário (IBGE, 2010), o estado reúne o maior número de estabelecimentos da agricultura familiar, com cerca de 700 mil propriedades. Ainda segundo o Censo, o segmento responde também por 44% de tudo que é produzido na agropecuária no estado, com o Valor Bruto da Produção (VBP) anual de R$ 3,74 bilhões.

Fonte: Ascom Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR)