Os estudantes da rede estadual de ensino já estão participando da etapa regional dos projetos estruturantes de arte e cultura, em todos os 27 Territórios de Identidade da Bahia. São produções criativas que estimulam as habilidades artísticas em diferentes linguagens a exemplo do Artes Visuais Estudantis (AVE), Dança Estudantil (Dance), Produção de Vídeos Estudantis (Prove), Educação Patrimonial e Artística (EPA) e outros. Os projetos finalistas de cada território serão apresentados na etapa estadual.
No Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães, em Itapetinga, será realizada nesta quarta-feira, às 14h, as exibições dos vídeos finalistas do projeto Prove, produzidos por estudantes de 14 escolas da região. Dentre as unidades escolares, destacam-se o Colégio Monteiro Lobato, localizado em Firmino Alves e Colégio Normal São Pedro, de Macarani.
Já no município de Eunápolis, no sul da Bahia, o Colégio Estadual Clériston Andrade sediou, Ontem terça-feira (13), a culminância dos projetos como EPA, AVE, Prove e Dance. O evento reuniu representantes de 21 escolas da região.
A estudante Ana Carolina Pereira, 17 anos, 3º ano, do Colégio Estadual Eraldo Tinoco, de Vera Cruz, apresentou sua coreografia para o Dance. “Esses projetos são muito importantes para a gente, pois, conhecemos mais a cultura da nossa região e mostramos nossos talentos”, afirma.
Para o estudante finalista do Dance, Carlos Daniel dos Santos, 17, do Colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães, de Itabela, os projetos incentivam a valorização da arte e cultura. “Temos a oportunidade de mostrar o que tem de melhor sendo desenvolvido por nós, estudantes, em diferentes cidades”, diz.
Em Jequié, as produções artísticas como quadros e telas pintados pelos estudantes das escolas estaduais que compõem o Núcleo Regional de Educação (NRE), de Jequié, estão expostos até esta Hoje Quarta Feira (14), das 8h às 17h30, na agência do Banco do Brasil do município. Entre os dias 26 e 30, das 8h às 18h, as obras também poderão ser apreciadas no Centro de Cultura ACM. São 30 obras de arte criadas para as seletivas do AVE e fazem parte da exposição “Para Além dos Muros da Escola”.
As criações retratam as percepções dos estudantes em relação ao mundo em que vivem através de pinturas e outras técnicas como grafites, esculturas, colagens e outras formas criativas. Este é o caso de Emerson Pereira dos Santos, 17, do 1° ano do Colégio Estadual Maria José de Lima Silveira, de Jequié. “Estou muito feliz com esta oportunidade de expor minha obra fora da escola em um espaço onde posso me interagir com as pessoas. Meu desenho à lápis retrata a violência contra a mulher e a técnica utilizada foi o realismo”, afirma o estudante.