O Brasil conquistou mais dois ouros no Mundial de Natação Paralímpica, na noite dessa quarta-feira (6). Com isso, o País ampliou seu recorde de medalhas na campanha em mundiais da modalidade. Após cinco dias de disputas na Piscina Olímpica Francisco Márquez, no México, o Brasil mantém-se na quarta colocação, com 15 ouros, 9 pratas e 7 bronzes. A Itália está em terceiro por ter um bronze a mais. Estados Unidos são vice-líderes (20 ouros), e a China segue na dianteira (25).

O nadador carioca Andre Brasil, ouro nos 100m borboleta da classe S10, foi um dos principais destaques. Ao lado de Daniel Dias, Phelipe Rodrigues e Ruan Souza, faturou ainda o ouro no revezamento 4 x 100m medley masculino 34 pontos (soma da classe funcional da equipe).

“Incrível! Que bom que eu contribui com este feito histórico”, comemorou Andre Brasil. “Espero contribuir sempre para novas marcas históricas para o Brasil, seja com revezamento ou prova individual.”

Os 15 ouros brasileiros do México superam o desempenho do Brasil no Mundial de Eindhoven, na Holanda, em 2010, quando os nadadores do País subiram ao pódio e ouviram o hino nacional em 14 oportunidades, até então o recorde da delegação verde-amarela.

Daniel Dias segue sendo o brasileiro mais vitorioso no Mundial do México até aqui. Foram seis ouros em seis provas, duas delas em revezamentos. Andre Brasil quase igualou o feito do companheiro, já que também acumula seis pódios. Foram três ouros e uma prata em disputas individuais e outros dois ouros nos eventos em equipe. A noite de quarta-feira ainda contou com a prata de Talisson Glock nos 50m borboleta (S6).

Fonte: Rede Nacional do Esporte 

http://www.xba.com.br/wp-content/uploads/2017/12/9d181881-962d-4447-9771-8b4ad4f0c5c1-768x480.jpeghttp://www.xba.com.br/wp-content/uploads/2017/12/9d181881-962d-4447-9771-8b4ad4f0c5c1-200x150.jpegRenato FerreiraEsporteO Brasil conquistou mais dois ouros no Mundial de Natação Paralímpica, na noite dessa quarta-feira (6). Com isso, o País ampliou seu recorde de medalhas na campanha em mundiais da modalidade. Após cinco dias de disputas na Piscina Olímpica Francisco Márquez, no México, o Brasil mantém-se na quarta colocação, com...Notícias de todo estado da Bahia, Salvador, Camaçari, Entre Rios, Alagoinhas entre Outras cidade do Estado