Senadores de oposição e governistas concordam com as mudanças introduzidas pela Câmara dos Deputados no projeto que reabre o prazo de repatriação de recursos enviados ilegalmente para o exterior por brasileiros (SCD 1/2017). Os deputados decidiram proibir que parentes de políticos possam se utilizar da proposta de repatriação de recursos. O senador Paulo Bauer (SC), líder do PSDB, espera que não seja apresentada nenhuma emenda no sentido de restabelecer o projeto original do Senado (PLS 405/2016), para ser mantida a versão da Câmara. Na mesma linha, a senadora Gleisi Hoffmann (PR), líder do PT, afirmou que se não houver nenhuma modificação no projeto que veio da Câmara sua bancada será favorável à aprovação.

Fonte:Agencia Senado