Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil

O arresto de R$ 1,5 bilhão das contas do governo do Rio para pagar o funcionalismo, anunciado na tarde desta segunda-feira (9), foi suspenso no início da noite pelo presidente do Tribunal de Justiça do do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho.

Ele decidiu suspender a liminar concedida pela 8ª Vara de Fazenda Pública da Capital. Ao acolher o recurso, o presidente do TJRJ levou em consideração o perigo de irreversibilidade da liminar concedida pela primeira instância e o risco de grave lesão à ordem econômica do estado.

O desembargador também determinou que os mandados de arresto sejam recolhidos e que ofícios sejam expedidos para instituições financeiras relacionadas ao caso, a fim de que sejam informadas sobre a suspensão. As informações foram divulgadas pela assessoria do tribunal.

Edição: Armando Cardoso