A Prefeitura de Alagoinhas deu início nesta segunda-feira (09), através da Secretaria Municipal de Infraestrutura (SECIN), à Operação Chuva na Rua Silva Jardim. O prefeito Joaquim Neto e o secretário de Infraestrutura, André Luís Carvalho, estiveram no local conversando com os moradores e acompanhando o início das obras, que estão concentradas na esquina com a Rua Anísio Alves dos Santos.

“Sem muito alarde, mas com muito trabalho e escutando as pessoas vamos dar início à Operação Chuva com esta obra na Silva Jardim. Logo depois vamos à região da Cavada. É assim que vamos resolver antigos problemas da rede de drenagem e esgoto de Alagoinhas, que se arrastam por muitos anos”, afirmou Joaquim Neto.

O secretário André Luís de Carvalho explicou que neste primeiro momento serão realizados os serviços de limpeza e desobstrução da rede de drenagem com retroescavadeira, caçambas e caminhão sewerjet (jateador e sugador) e, em seguida, será feito um estudo minucioso da bacia hidrográfica da região, para ampliação e melhoria do sistema de drenagem existente.

Alagamentos – Moradores da Silva Jardim parabenizaram o prefeito pela iniciativa e abriram suas casas para mostrar chapas de ferro de até 80 centímetros de altura para conter a entrada dos alagamentos nas suas residências.

Proprietário de um supermercado na Silva Jardim, Arcênio Soares comemorou o início das obras. “Esta é uma ação excelente. Primeiro, porque o prefeito está ‘in loco’ conversando com a gente e também por que ele quer resolver um problema crônico do nosso bairro”, afirmou.

Presidente da Associação de Moradores do Silva Jardim, Dorgival Gomes classificou de “maravilhoso” o início da Operação Chuva. “Estamos sentindo a seriedade da gestão do prefeito Joaquim Neto e sua vontade de resolver essa antiga promessa que é o transtorno dos alagamentos no bairro”.

Líder do Movimento SOS Silva Jardim, Pedro Bispo classificou a ação de “perfeita” e parabenizou o prefeito Joaquim Neto pela celeridade. “Na semana passada tive uma reunião com o secretário André Luís e, pouco depois, o prefeito vem atender em um curtíssimo espaço de tempo a situação do canal”, destacou.

Para Bispo, cerca de 70% dos problemas de alagamento podem ser resolvidos com a limpeza da rede de esgoto com hidrojato. “Outras medidas necessárias são a ampliação da rede e o desvio da água da Silva Jardim para diminuir o fluxo que se concentra na nossa região”, disse.